TEMA: A busca pela juventude eterna: solução ou agravamento do conflito entre gerações?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

TEMA: A busca pela juventude eterna: solução ou agravamento do conflito entre gerações?

Mensagem por Matias Neto em Seg Mar 20, 2017 8:52 pm

No século XXI, o comportamento da sociedade adulta a respeito de como lidar com a sua idade vem sendo alterado. A busca pela jovialidade tornou-se uma tendência mundial. Em razão disso, os vínculos entre gerações vêm aproximando-se, fazendo com que as trocas de informações sejam comuns, gerando assim um aprendizado mútuo.

         Como evolução, tanto social como profissional, a perspectiva é sempre fazer valer o presente, almejando o futuro. No entanto, relembrar o passado muitas vezes causa um estado nostálgico de prosperidade, remetendo a um tempo em que tudo era mais simples, não por acaso, mas sim porque na juventude as responsabilidades da vida adulta estão dispensadas. Desse modo, um dos motivos da busca pela juventude é a fuga, ao menos parcial, das responsabilidades impostas.

         Em virtude disso, há uma aproximação entre as gerações, proporcionando um conhecimento bilateral. Dessa forma, as realidades distintas interligam-se explicitamente, um exemplo disto é o aumento no número de adultos e idosos adentrando em redes sociais, e a vasta quantidade de jovens amantes de músicos das décadas passadas, como os ídolos da Jovem Guarda. Assim, as culturas temporais de cada época vão sendo preservadas.

         Nessa perspectiva, o estreitamento dos laços entre as gerações faz as mesmas mais interativas entre si. Levando em consideração que toda aproximação de ideologias distintas deve ser feita com respeito mútuo, as escolas devem realizar ações educativas que visem criar cidadãos cada vez mais respeitosos. Tal prática poderia ser incentivada por Órgãos Governamentais, ONGs ou iniciativa privada.

Matias Neto
Aprendiz
Aprendiz

Mensagens : 1
Pontos : 3
Data de inscrição : 12/03/2017
Idade : 17

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TEMA: A busca pela juventude eterna: solução ou agravamento do conflito entre gerações?

Mensagem por Francis Bacon em Ter Mar 21, 2017 9:53 pm

No século XXI, o comportamento da sociedade adulta a respeito de como lidar com a sua idade vem sendo alterado. A busca pela jovialidade tornou-se uma tendência mundial. Em razão disso, os vínculos entre gerações vêm aproximando-se, fazendo com que as trocas de informações sejam comuns, gerando assim um aprendizado mútuo.

Como evolução[] tanto social como profissional, a perspectiva é sempre fazer valer o presente, almejando o futuro.[A] No entanto, relembrar o passado muitas vezes causa um estado nostálgico de prosperidade, remetendo a um tempo em que tudo era mais simples, não por acaso, mas sim porque na juventude as responsabilidades da vida adulta estão dispensadas. Desse modo, um dos motivos da busca pela juventude é a fuga, ao menos parcial, das responsabilidades impostas.[A]

Em virtude disso, há uma aproximação entre as gerações, proporcionando um conhecimento bilateral. Dessa forma, as realidades distintas interligam-se explicitamente, um exemplo disto é o aumento no número de adultos e idosos adentrando em redes sociais, e a vasta quantidade de jovens amantes de músicos das décadas passadas, como os ídolos da Jovem Guarda. Assim, as culturas temporais de cada época vão sendo preservadas.[A]

Nessa perspectiva, o estreitamento dos laços entre as gerações faz as mesmas mais interativas entre si. Levando em consideração qu
e toda aproximação de ideologias distintas deve ser feita com respeito mútuo, as escolas devem realizar ações educativas que visem criar cidadãos cada vez mais respeitosos. Tal prática poderia ser incentivada por Órgãos Governamentais, ONGs ou iniciativa privada.
ESCOLHA UM TEMA MELHOR. SUA SEQUENCIAÇÃO ESTÁ NA ORDEM CERTA MAS OS SEUS ARGUMENTOS BEIRARAM O NONSENSE.
ISSO É UMA DISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVA, E NÃO UM ARTIGO DE OPINIÃO.

Nota:
I
200
O participante demonstra excelente domínio da norma-padrão, não apresentando ou apresentando pouquíssimos desvios gramaticais leves e de convenções da escrita. Assim, o mesmo desvio não ocorre em várias partes do texto, o que revela que as exigências da norma-padrão foram incorporadas aos seus hábitos linguísticos e os desvios foram eventuais. Desvios mais graves, como a ausência de concordância verbal, excluem a redação da pontuação mais alta.
II
160
O participante desenvolve bem o tema, mas não explora os seus aspectos principais. Desenvolve uma argumentação consistente e apresenta bom domínio do tipo textual dissertativo-argumentativo, mas não apresenta argumentos bem desenvolvidos. Os argumentos defendidos não ficam restritos à reprodução das ideias contidas nos textos motivadores nem a questões do senso comum.
III
120
O participante apresenta informações, fatos, opiniões e argumentos pertinentes ao tema proposto, porém os organiza e relaciona de forma pouco consistente em defesa de seu ponto de vista. As informações são aleatórias e desconectadas entre si, embora relacionadas ao tema. O texto revela pouca articulação entre os argumentos, que não são convincentes para defender a opinião do autor.
IV
200
O participante articula as partes do texto, sem inadequações na utilização dos recursos coesivos. A redação enquadrada neste nível não poderá conter: frases fragmentadas que comprometam a estrutura lógico gramatical; sequência justaposta de ideias sem encaixamentos sintáticos; ausência de paragrafação; frase com apenas oração subordinada, sem oração principal. Poderá, porém, conter eventuais desvios de menor gravidade: emprego equivocado do conector; emprego do pronome relativo sem a preposição, quando obrigatória; repetição ou substituição inadequada de palavras sem se valer dos recursos oferecidos pela língua. Entretanto, o mesmo erro não poderá se repetir, uma vez que essa pontuação deve ser atribuída ao participante que demonstrar pleno domínio dos recursos coesivos.
V
120
O participante elabora proposta de intervenção relacionada ao tema, mas pouco articulada à discussão desenvolvida no texto. Desenvolvimento mediano dos meios para realizá-la.
Aviso:
*Lembre-se de que a quebra de linha entre os parágrafos, presente nesse fórum, é somente para facilitar a leitura do texto. No ENEM, a paragrafação deverá ser feita sem quebra de linha, apenas com o espaçamento entre a margem e o início de cada parágrafo.*
Legenda de Erros:
[!]
Evite
[A]
Argumentação
[D]
Descritivo
[F]
Fuga de Tema ou Tese
[N]
Norma Culta
[P]
Prolixo
[?]
Confuso
[C]
Conectivo
[E]
Explique/Explicite
[G]
Gênero Textual
[R]
Repetido


[!] = expressão não indicada por conter possível: clichê; cacofonia; preciosismo; pleonasmo; redundância; queísmo; período longo; preconceito; esteriótipo.
[?] = o trecho contém problemas na interpretação (releia) (COERÊNCIA): ambiguidade; difícil entendimento; ausência de sentido lógico.
[A] = o trecho contém falhas técnicas na argumentação: explicação carece de comprovação (informação fatídica); explicação carece de fonte; sequência argumentação/explicação possui lógica falaciosa (Ex.: de acordo com a Biologia, toda banana é amarela, logo todo limão também é);
[C] = o trecho contém problemas nos elementos de sequenciação (COESÃO): ausência de conectivo ligando períodos; uso incorreto do elemento coesivo (conjunção) em relação à sequência de períodos e seu significado.
[D] = o trecho tende para a descrição sobre o tema, apresentando caráter mais descritivo que argumentativo (Ex.: tema: violência contra a mulher: o candidato descreve o transcorrer do feminicídio ao longo da história, enumerando informações detalhadas, mas não desenvolve o problema de fato).
*lembre-se de que uma informação fatídica, quando sozinha, não sustenta totalmente o argumento, é preciso explicitar como ela se desenvolve em problema a partir do seu ponto de vista*.
[E] = sentença com sentido desconhecido ou incompleto: informação muito específica; informação incompleta (de que, quem, do que, o que, pra que/quem, qual/quais, pelo que, como???).
*o corretor não vai parar sua correção para procurar o significado do que você quis dizer*
[F] = o trecho contém falha na abordagem do tema sugerido: desenvolve de maneira superficial o tema sugerido ou aprofunda tópicos relacionados ao assunto do tema, mas não na proposta dele propriamente dita (foque no tema da proposta, e não no assunto); desenvolve uma ideia ao longo do texto que não explicitada na tese da introdução; soluciona um problema na proposta de intervenção que não foi trabalhado ao longo do desenvolvimento no texto.
[G] = o trecho apresenta falha no gênero dissertativo-argumentativo: tese rasa ou não explícita; paragrafação em sequência diferente do padrão (intro. > desenv. > concl.); verbo em 1ª ou 2ª pessoa; proposta de intervenção conjugada em tempo verbal diferente do imperativo afirmativo.
[N] = o trecho contém palavra ou expressão com traços de informalidade: erros ortográficos; gírias; linguagem popular.
[P] = o trecho contém informação desnecessária: prolongamento irrelevante de seu conteúdo; argumentos abundantes; informações altamente detalhadas; informações postas em demasia.
[R] = o trecho contém termos repetidos: palavras (COESÃO); ideias (COERÊNCIA).

_________________
avatar
Francis Bacon
Corretor
Corretor

Mensagens : 872
Pontos : 1010
Data de inscrição : 13/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum