TEMA: Os desafios da sexualidade na adolescência

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

TEMA: Os desafios da sexualidade na adolescência

Mensagem por Lion em Dom Mar 19, 2017 10:21 am

Oi, é a primeira vez que tento postar uma reação aqui. Espero fazer tudo certo. Very Happy


                                                    A imoralidade do sexo

      Os líderes budistas, Dalai Lama, ensinam: “só existe dois dias no ano em que não podemos fazer nada. Um se chama ontem e o outro amanhã.”. Parece que vivemos um ditado, fazendo nada para ajudar os jovens com relação a sexualidade, cada vez mais precoce. Por um lado, os jovens que têm um mundo de informação, imagens e vídeos no celular. Do outro pais que trabalham horas seguidas e exaustos olham superficialmente para os filhos.
     As escolas já têm seu bordão: “estamos aqui para ensinar, não educar”. Os adolescentes sem ter a quem recorrer dirigem-se à amigos e a própria Internet, essa que os encaminha para a pornografia que movimenta bilhões a cada ano. Para que essa economia cresça se faz necessário enfeitar esse mundo de prazeres. Não se fala de responsabilidade sexual ou camisinha; apenas dos prazeres momentâneos.
    Como disse Nietzsche: “Não existe fenômenos morais, apenas uma interpretação moral dos fenômenos”, ou seja, sexo não é imoral, o problema é o receio do assunto. Os pais precisão olhar para seus filhos e os educa-los. Toda criança cresce com conhecimento compartilhado. Desde cedo temos que deixar o assunto aberto para os questionamentos deles.  Esse mundo se torna aquilo que fazemos dele.
avatar
Lion
Aprendiz
Aprendiz

Mensagens : 1
Pontos : 3
Data de inscrição : 15/03/2017
Idade : 19

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TEMA: Os desafios da sexualidade na adolescência

Mensagem por Francis Bacon em Ter Mar 21, 2017 9:53 pm

A imoralidade do sexo[!]


Os líderes budistas, Dalai Lama, ensinam:[?] “só existe dois dias no ano em que não podemos fazer nada. Um se chama ontem e o outro amanhã[“.][N] Parece que vivemos um ditado, fazendo nada para ajudar os jovens com relação à sexualidade[] cada vez mais precoce. Por um lado, os jovens que têm um mundo de informação, imagens e vídeos no celular.[?] Por[C] outro[,] os pais que trabalham horas seguidas e exaustos olham[N] superficialmente para os filhos.[?]


As escolas já têm seu bordão: “estamos aqui para ensinar, não educar”.[A] Os adolescentes sem ter a quem recorrer dirigem-se aos amigos e a própria Internet, essa que os encaminha para a pornografia[,] a qual movimenta bilhões a cada ano. Para que essa economia cresça se faz necessário enfeitar esse mundo de prazeres.[E][N] Não se fala de responsabilidade sexual ou camisinha[A]; apenas dos prazeres momentâneos.


Como disse Nietzsche: “Não existe fenômenos morais, apenas uma interpretação moral dos fenômenos”, ou seja, sexo não é imoral, o problema é o receio do assunto.[F] Os pais precisam olhar para seus filhos[?][N] e os educá-los. Toda criança cresce com conhecimento compartilhado. Desde cedo temos que deixar o assunto aberto para os questionamentos deles. Esse mundo se torna aquilo que fazemos dele.

Nota:

I
80
O participante demonstra domínio adequado da norma-padrão, apresentando alguns desvios gramaticais graves e de convenções da escrita, ou muitos desvios leves. Assim, há certos desvios que ocorrem em várias partes do texto, revelando que um ou mais aspectos da norma-padrão ainda não foram incorporados aos seus hábitos linguísticos. Desvios mais graves, como a ausência de concordância verbal ou nominal, não impedem que a redação receba essa pontuação, desde que não configurem falta de domínio absoluto do padrão da linguagem escrita formal. Assim, o participante que realizar alguns desvios graves ou gravíssimos, ou muitos desvios leves, pode receber essa pontuação.
II
120
O participante desenvolve de forma adequada o tema, mas apresenta uma abordagem superficial, discutindo outras questões relacionadas. Desenvolve uma argumentação previsível e apresenta domínio adequado do tipo textual dissertativo-argumentativo, mas não apresenta explicitamente uma tese, detendo-se mais no caráter dissertativo do que no argumentativo. Reproduz ideias do senso comum no desenvolvimento do tema.
III
80
O participante apresenta informações, fatos e opiniões pouco articulados ou contraditórios, embora pertinentes ao tema proposto. O texto que se limitar a reproduzir os argumentos constantes na proposta de redação, em defesa de um ponto de vista, também receberá essa pontuação.
IV
120
O participante articula as partes do texto, porém com algumas inadequações na utilização dos recursos coesivos. A redação enquadrada neste nível poderá conter eventuais desvios, como: frases fragmentadas que comprometam a estrutura lógico gramatical; sequência justaposta de ideias sem encaixamentos sintáticos; ausência de paragrafação; frase com apenas oração subordinada, sem oração principal. Poderá conter ainda desvios de menor gravidade: emprego equivocado do conector; emprego do pronome relativo sem a preposição, quando obrigatória; repetição desnecessária de palavras ou substituição inadequada sem se valer dos recursos de substituição oferecidos pela língua. Esta pontuação deve ser atribuída ao participante que demonstrar domínio regular dos recursos coesivos.
V
80
O participante elabora proposta de intervenção relacionada ao tema de forma precária, não articulada com a discussão desenvolvida no texto, ou com desenvolvimento precário dos meios para realizá-la.
Aviso:
*Lembre-se de que a quebra de linha entre os parágrafos, presente nesse fórum, é somente para facilitar a leitura do texto. No ENEM, a paragrafação deverá ser feita sem quebra de linha, apenas com o espaçamento entre a margem e o início de cada parágrafo.*
Legenda de Erros:
[!]
Evite
[A]
Argumentação
[D]
Descritivo
[F]
Fuga de Tema ou Tese
[N]
Norma Culta
[P]
Prolixo
[?]
Confuso
[C]
Conectivo
[E]
Explique/Explicite
[G]
Gênero Textual
[R]
Repetido


[!] = expressão não indicada por conter possível: clichê; cacofonia; preciosismo; pleonasmo; redundância; queísmo; período longo; preconceito; esteriótipo.
[?] = o trecho contém problemas na interpretação (releia) (COERÊNCIA): ambiguidade; difícil entendimento; ausência de sentido lógico.
[A] = o trecho contém falhas técnicas na argumentação: explicação carece de comprovação (informação fatídica); explicação carece de fonte; sequência argumentação/explicação possui lógica falaciosa (Ex.: de acordo com a Biologia, toda banana é amarela, logo todo limão também é);
[C] = o trecho contém problemas nos elementos de sequenciação (COESÃO): ausência de conectivo ligando períodos; uso incorreto do elemento coesivo (conjunção) em relação à sequência de períodos e seu significado.
[D] = o trecho tende para a descrição sobre o tema, apresentando caráter mais descritivo que argumentativo (Ex.: tema: violência contra a mulher: o candidato descreve o transcorrer do feminicídio ao longo da história, enumerando informações detalhadas, mas não desenvolve o problema de fato).
*lembre-se de que uma informação fatídica, quando sozinha, não sustenta totalmente o argumento, é preciso explicitar como ela se desenvolve em problema a partir do seu ponto de vista*.
[E] = sentença com sentido desconhecido ou incompleto: informação muito específica; informação incompleta (de que, quem, do que, o que, pra que/quem, qual/quais, pelo que, como???).
*o corretor não vai parar sua correção para procurar o significado do que você quis dizer*
[F] = o trecho contém falha na abordagem do tema sugerido: desenvolve de maneira superficial o tema sugerido ou aprofunda tópicos relacionados ao assunto do tema, mas não na proposta dele propriamente dita (foque no tema da proposta, e não no assunto); desenvolve uma ideia ao longo do texto que não explicitada na tese da introdução; soluciona um problema na proposta de intervenção que não foi trabalhado ao longo do desenvolvimento no texto.
[G] = o trecho apresenta falha no gênero dissertativo-argumentativo: tese rasa ou não explícita; paragrafação em sequência diferente do padrão (intro. > desenv. > concl.); verbo em 1ª ou 2ª pessoa; proposta de intervenção conjugada em tempo verbal diferente do imperativo afirmativo.
[N] = o trecho contém palavra ou expressão com traços de informalidade: erros ortográficos; gírias; linguagem popular.
[P] = o trecho contém informação desnecessária: prolongamento irrelevante de seu conteúdo; argumentos abundantes; informações altamente detalhadas; informações postas em demasia.
[R] = o trecho contém termos repetidos: palavras (COESÃO); ideias (COERÊNCIA).

_________________
avatar
Francis Bacon
Corretor
Corretor

Mensagens : 872
Pontos : 1010
Data de inscrição : 13/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum