TEMA: O trabalho na construção da dignidade humana

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

TEMA: O trabalho na construção da dignidade humana

Mensagem por Lorrane A em Qua Fev 15, 2017 10:32 pm

As Vertentes do Trabalho

    O trabalho, além de ser um meio de se manter, é também um passo para se alcançar a independência. Tendo em vista a busca constante do ser humano por se satisfazer e ter realização naquilo que faz, o trabalho tem sido uma das grandes fontes de formação humana.

    Apesar das muitas conquistas que se pode obter através do trabalho, há casos em que as formas de trabalho são na verdade degradantes da dignidade humana. Em casos como esse, o trabalhador é submetido a fatores que ferem os direitos humanos, sendo assim configurado como crime. Porém, nem sempre os contratantes são responsabilizados por tal ato.

    Os trabalhadores aceitam essas condições de trabalho muitas vezes por falta de opção, pelo baixo nível de escolaridade, a pouca instrução à que tem acesso, entre outros motivos.

    Contudo, uma medida cabível seria programas de assistência as pessoas de baixa renda, e oportunidades de educação e profissionalização à quem não tem esse acesso ainda. O trabalho não apenas molda o caráter humano como interfere em sua dignidade também. Poder ter seu sustento de forma digna é um direito de todos.

Lorrane A
Aprendiz
Aprendiz

Mensagens : 1
Pontos : 3
Data de inscrição : 15/02/2017
Idade : 18

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TEMA: O trabalho na construção da dignidade humana

Mensagem por Francis Bacon em Qui Fev 16, 2017 8:48 am

As Vertentes do Trabalho[R]
O trabalho[R], além de ser um meio de se manter[E], é também um passo para se alcançar a independência[E]. Tendo em vista a busca constante do ser humano por se satisfazer e ter realização naquilo que faz, o trabalho[R] tem sido uma das grandes fontes de formação humana[R].[F]
Apesar das muitas conquistas que se pode obter através do trabalho[R], há casos em que as formas de trabalho[R] são[,] na verdade[,] degradantes da dignidade humana[R]. Em casos como esse, o trabalhador é submetido a fatores que ferem os Direitos Humanos[R], sendo assim configurado como crime. Porém, nem sempre os contratantes são responsabilizados por tal ato.
Os trabalhadores[R] aceitam essas condições de trabalho[R] muitas vezes por falta de opção, pelo baixo nível de escolaridade, ou pela pouca instrução a que tem acesso, entre outros motivos.[PD]
Contudo, uma medida cabível seria a criação de programas de assistência às pessoas de baixa renda, a abertura de oportunidades na área educacional bem como a profissionalização de quem ainda não tem esse acesso. O trabalho não apenas molda o caráter humano como interfere em sua dignidade também. Poder ter seu sustento de forma digna é um direito de todos.[F]
Nota: 
I
120
O participante demonstra domínio adequado da norma-padrão, apresentando alguns desvios gramaticais graves e de convenções da escrita, ou muitos desvios leves. Assim, há certos desvios que ocorrem em várias partes do texto, revelando que um ou mais aspectos da norma-padrão ainda não foram incorporados aos seus hábitos linguísticos. Desvios mais graves, como a ausência de concordância verbal ou nominal, não impedem que a redação receba essa pontuação, desde que não configurem falta de domínio absoluto do padrão da linguagem escrita formal. Assim, o participante que realizar alguns desvios graves ou gravíssimos, ou muitos desvios leves, pode receber essa pontuação.
II
100
O participante desenvolve de forma mediana o tema, apresentando tendência ao tangenciamento. Desenvolve uma argumentação previsível a partir de argumentos do senso comum, de cópias dos textos motivadores, ou apresenta domínio precário do tipo textual dissertativo-argumentativo, com argumentação falha ou texto apenas dissertativo.
III
120
O participante apresenta informações, fatos, opiniões e argumentos pertinentes ao tema proposto, porém os organiza e relaciona de forma pouco consistente em defesa de seu ponto de vista. As informações são aleatórias e desconectadas entre si, embora relacionadas ao tema. O texto revela pouca articulação entre os argumentos, que não são convincentes para defender a opinião do autor.
IV
60
O participante não articula as partes do texto ou as articula de forma precária e/ou inadequada, apresentando graves e frequentes desvios de coesão textual. Na redação enquadrada neste nível, há sérios problemas na articulação das ideias e na utilização de recursos coesivos: frases fragmentadas; frase sem oração principal; períodos muito longos sem o emprego dos conectores adequados; repetição desnecessária de palavras; não utilização de elementos que se refiram a termos que apareceram anteriormente no texto.
V
80
O participante elabora proposta de intervenção relacionada ao tema de forma precária, não articulada com a discussão desenvolvida no texto, ou com desenvolvimento precário dos meios para realizá-la.
Aviso:
*Lembre-se de que a quebra de linha entre os parágrafos, presente nesse fórum, é somente para facilitar a leitura do texto. No ENEM, a paragrafação deverá ser feita sem quebra de linha, apenas com o espaçamento entre a margem e o início de cada parágrafo.*
Legenda de Erros:         
[!]
Evite
[C]
Conectivo
[F]
Fuga de Tema ou Tese
[N]
Norma Culta
[R]
Repetição


[?]
Confuso
[E]
Explique/Explicite
[G]
Gênero Textual
[PD]
Parágrafo Descritivo
[TP]
Trecho Prolixo

[!] = expressão não indicada por conter: clichê; cacofonia; preciosismo; pleonasmo; redundância; generalização.
[?] = trecho com possível interpretação ambígua, ou de difícil entendimento, ou com ausência de sentido lógico (releia). (COERÊNCIA)
[C] = ausência de conectivo ou uso incorreto do elemento coesivo em relação à sequência justaposta entre as frases e o seu significado. (COESÃO)
[E] = palavra/expressão inusual ou carece de fonte; com sentido incompleto (de que/quem, do que, pra que/quem, qual/quais, como???) (o corretor não vai parar a correção para procurar o significado do que você quis dizer).
[F] = o trecho aborda de maneira superficial o tema sugerido (foque no tema da proposta, e não no assunto); aborda uma ideia que não esteja explicitada na tese; proposta de intervenção solucionando problema que não foi desenvolvido ao longo do texto.
[G] = texto com falhas no gênero dissertativo-argumentativo: tese rasa ou não explícita; parágrafo em sequência diferente do padrão (intro. > desenv. > concl.); verbo em 1ª ou 2ª pessoa.
[N] = expressão ou palavra contém traços de informalidade.
[PD] = o parágrafo não contém argumentação ou tende para a descrição sobre o tema (lembre-se de que fato sozinho não sustenta argumento, é preciso explicitar como ele se desenvolve em problema).
[R] = palavra repetida (COESÃO); ideia repetida (COERÊNCIA).
[TP] = palavra ou trecho com possível informação desnecessária ou prolongamento irrelevante de seu conteúdo por meio de argumentos abundantes ou palavras postas em demasia.

_________________
avatar
Francis Bacon
Corretor
Corretor

Mensagens : 842
Pontos : 978
Data de inscrição : 13/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum