TEMA: A ação dos justiceiros é válida?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

TEMA: A ação dos justiceiros é válida?

Mensagem por mateusarenhardt em Dom Ago 28, 2016 10:20 am

Sai o Estado, entra a barbárie

Com mais de 60 mil homicídios por ano, é inegável que o Estado brasileiro falha no seu dever de proteger os cidadãos. Pior que isso, a deficiência dos sistemas penitenciário e judiciário e a impunidade geral dos crimes têm gerado um sentimento de descaso que serve como combustível para ações que remetem à barbárie. Execuções, linchamentos em praça pública e condenações à revelia representam não apenas uma quebra do rito jurídico, mas também de direitos constitucionais e humanos.
A crença comum de que a própria violência coíbe o crime está por trás dessa atitude. Desde operações policiais até o castigo físico de crianças, acredita-se que a dor é a solução para manter-se a ordem. Esse mito conduz a políticas públicas falhas, como as prisões que castigam mas não reinserem presos na sociedade. Tudo isso alimenta um ciclo vicioso do qual o justiçamento é um resultado trágico.
Programas televisivos policiais também são responsáveis por esse cenário: o medo e a revolta da população são explorados e provocados e até a tortura e execução são defendidos por alguns. O criminoso é desumanizado e não é mais visto como uma pessoa plena, comportamento exemplificado na frase comum: “bandido bom é bandido morto”. Assim, sem poder recorrer à justiça, lenta e de difícil acesso, e à polícia, desacreditada e temida, muitos brasileiros acabam apoiando crimes no afã de combatê-los.
É necessário um avanço na forma como os brasileiros imaginam o combate à violência, que pode ser incentivada por campanhas públicas de sensibilização, e uma resposta adequada do poder público às necessidades da população. A polícia, o poder judiciário e também a educação e a reabilitação precisam urgentemente de mais eficácia. Mesmo que compreensível, a ação dos justiceiros é condenável e deve ser combatida como crime de mesmo ou maior peso que os delitos hediondos mais comuns.

mateusarenhardt
Aprendiz
Aprendiz

Mensagens : 2
Pontos : 6
Data de inscrição : 28/08/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TEMA: A ação dos justiceiros é válida?

Mensagem por Francis Bacon em Dom Ago 28, 2016 6:41 pm

*Redação corrigida* 
Não se esqueça de visualizar periodicamente por novas mensagens na sua caixa de mensagens privadas, pois o conteúdo dela é de extrema importância para funcionamento deste fórum!
Obrigado, 
Equipe Redação Nota 1000

_________________
avatar
Francis Bacon
Corretor
Corretor

Mensagens : 842
Pontos : 978
Data de inscrição : 13/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TEMA: A ação dos justiceiros é válida?

Mensagem por Francis Bacon em Seg Ago 29, 2016 5:35 pm

Sai o Estado, entra a barbárie

Com mais de 60 mil homicídios por ano[fonte?], é inegável que o Estado brasileiro falha no seu dever de proteger os cidadãos. Pior que isso, a deficiência dos sistemas penitenciário e judiciário e a impunidade geral dos crimes têm gerado um sentimento de descaso que serve como combustível para ações que remetem à barbárie.[1] Execuções, linchamentos em praça pública e condenações à revelia representam não apenas uma quebra do rito jurídico, mas também de direitos constitucionais e humanos.

[É inegável que a] crença comum de que a própria violência coíbe o crime está por trás dessa atitude. Desde operações policiais até o castigo físico de crianças, acredita-se que a dor é a solução para manter-se a ordem. Esse mito conduz a políticas públicas falhas, como as prisões que castigam mas não reinserem presos na sociedade. Tudo isso[,] alimenta um ciclo vicioso do qual o justiçamento é um resultado trágico.[está repetindo a tese da introdução, nesses casos, uma boa alternativa é encerrar o parágrafo com uma exemplo real. ex.: Tudo isso, acarreta em casos como a dona de casa...]
[sequência de raciocínio está ÓTIMA. Porém carece de dados/citações que validem mais o argumento. ]

[Ademais, ]programas televisivos policiais também são responsáveis por esse cenário [de] medo e revolta [na] população[.] são explorados e provocados e até a tortura e execução são defendidos por alguns. O criminoso é desumanizado e não é mais visto como uma pessoa plena, comportamento exemplificado na frase comum: “bandido bom é bandido morto”. Assim, sem poder recorrer à justiça lenta e de difícil acesso, [assim como,] à polícia[polícia e justiça são a mesma coisa, não?!] desacreditada e temida, muitos brasileiros acabam apoiando crimes no afã de combatê-los.[confuso][cade o período de conclusão?!]

[Portanto, é compreensível a necessidade de]É necessário um avanço na forma como [com a qual] os brasileiros imaginam o combate à violência, que pode ser incentivada [através de] campanhas públicas de sensibilização [caracterizada por] uma resposta adequada do poder público às necessidades da população. A polícia, o [P]oder [J]udiciário[,]a educação e a reabilitação precisam urgentemente de mais eficácia. Mesmo que compreensível[???????], a ação dos justiceiros é condenável e deve ser combatida como crime de mesmo ou maior peso que os delitos hediondos mais comuns.


Considerações finais: []

  • Geral: [1] citou na introdução terá que explicar no desenvolvimento
  • Introdução:
  • Desenvolvimento:
  • Conclusão:

*Lembre-se de que a quebra de linha entre os parágrafos, presente nesse fórum, é somente para facilitar a leitura do texto. No ENEM, a paragrafação deverá ser feita sem quebra de linha, apenas com o espaçamento no início de cada parágrafo.*

Nota:
 
I160O participante demonstra bom domínio da norma-padrão, apresentando poucos desvios gramaticais leves e de convenções da escrita. Assim, o mesmo desvio não ocorre em várias partes do texto, o que revela que as exigências da norma-padrão foram incorporadas aos seus hábitos linguísticos e os desvios foram eventuais. Desvios mais graves, como a ausência de concordância verbal ou nominal, não impedem que a redação receba essa pontuação, desde que não se repitam regularmente no texto. Assim, o participante que realizar poucos desvios leves ou pouquíssimos desvios graves pode receber essa pontuação.
II160O participante desenvolve bem o tema, mas não explora os seus aspectos principais. Desenvolve uma argumentação consistente e apresenta bom domínio do tipo textual dissertativo-argumentativo, mas não apresenta argumentos bem desenvolvidos. Os argumentos defendidos não ficam restritos à reprodução das ideias contidas nos textos motivadores nem a questões do senso comum.
III160O participante seleciona, organiza e relaciona informações, fatos, opiniões e argumentos pertinentes ao tema proposto de forma consistente, em defesa de seu ponto de vista. Explicita a tese, seleciona argumentos que possam comprová-la e elabora conclusão ou proposta que mantenha coerência com a opinião defendida na redação. Entretanto, os argumentos utilizados são previsíveis. Não há cópia de argumentos dos textos motivadores.
IV120O participante articula as partes do texto, porém com algumas inadequações na utilização dos recursos coesivos. A redação enquadrada neste nível poderá conter eventuais desvios, como: frases fragmentadas que comprometam a estrutura lógico- gramatical; sequência justaposta de ideias sem encaixamentos sintáticos; ausência de paragrafação; frase com apenas oração subordinada, sem oração principal. Poderá conter ainda desvios de menor gravidade: emprego equivocado do conector; emprego do pronome relativo sem a preposição, quando obrigatória; repetição desnecessária de palavras ou substituição inadequada sem se valer dos recursos de substituição oferecidos pela língua. Esta pontuação deve ser atribuída ao participante que demonstrar domínio regular dos recursos coesivos.
V80O participante elabora proposta de intervenção relacionada ao tema de forma precária, não articulada com a discussão desenvolvida no texto, ou com desenvolvimento precário dos meios para realizá-la.

_________________
avatar
Francis Bacon
Corretor
Corretor

Mensagens : 842
Pontos : 978
Data de inscrição : 13/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum