Meu tema: A Tecnologia no trabalho. Bip! Está demitido!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Meu tema: A Tecnologia no trabalho. Bip! Está demitido!

Mensagem por felpow em Sex Out 20, 2017 8:24 pm

texto base: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


A Tecnologia no Trabalho. Bip! Está demitido!

As estatísticas têm mostrado que, a automação no trabalho através da tecnologia tem sido o pivô do desemprego. As indústrias, como também em diversos segmentos, os trabalhadores estão sendo substituídos por máquinas cada vez mais. Mas então qual será a solução para os trabalhadores? Afinal, não foram os humanos que desenvolveram tal tecnologia?

É comum se deparar em algum local, seja ele, comércio, aeroporto, estabelecimentos em geral, algum tipo de tecnologia que está substituindo o trabalho de um ser humano. Ao entrar no ônibus, encontramos uma catraca eletrônica substituindo a função do cobrador, o mesmo encontramos nos aeroportos, lojas os famosos guichês eletrônicos substituindo os atendentes.

Por outro lado, vemos também, pessoas que com a chegada da tecnologia aproveitaram desse artefato para inovar e lucrar com suas invenções, ou até mesmo usar desse artefato para oportunidades rentáveis. Como por exemplo: comerciantes que passaram a colocar crédito nos bilhetes eletrônicos ou celulares para atrair clientes para dentro da sua loja, ou de visionários que criaram aplicativos de celular facilitando atividades do dia-a-dia, como pedir comida, taxi, zona azul, etc.

O fato é que, a tecnologia está aí e não tem como negar isso, e sua ascensão está cada vez maior. Mediante dos fatos aqui constatados, podemos chegar na conclusão do velho ditado: “Se não pode com eles, junte se a eles!”, as vagas de profissões no segmento de tecnologia têm se expandindo, analistas, desenvolvedores, técnicos de eletrônicos, etc. São muitas profissões, muitas vagas, enquanto outros setores estão em decadência de vagas e/ou profissionais. Imaginemos se o governo incentivasse na educação eletrônica, formando profissionais no segmento, afinal as máquinas também precisam de manutenção, outrossim, seria uma regulamentação de um percentual mínimo de profissionais em indústrias e fábricas (setor esse em que mais substitui trabalhadores), para que assim encontrasse um ponto de equilíbrio, evitando que as famílias ficassem em carência por ausência de suas rendas.

felpow
Aprendiz
Aprendiz

Mensagens : 2
Pontos : 6
Data de inscrição : 29/09/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum