descriminalizaçao das drogas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

descriminalizaçao das drogas

Mensagem por heitor dos santos em Seg Jun 19, 2017 12:10 am

Desde o inicio da humanidade, a maconha é um instrumento muito importante, sendo presente nos mais diversos ramos da sociedade: industria, religiao, recriaçao etc. Com o conceito de droga difundido no século 18 em junçao com o desenvolvimento da humanidade, a maconha assim como o ópio e outras drogas foram proibidas de serem comercializadas e a guerra as drogas veio a tona. porem, a questao a ser discutida é: por que a maconha?

Na conferencia feita pela onu, em 1966, houve a discussao para determinar qual posiçao iria ser tomada em relaçao as drogas que ainda nao eram proibidas. a Decisao foi que drogas como cocaína, maconha, derivados do ópio, anfetaminóides e alucinógenos nao poderiam mais ser comercializados, e tudo isso após o fracasso na proibiçao do alcool, 37 anos antes. A maconha só foi proibida depois de um brasileiro dizer que ela “era pior que o ópio”, nao tendo qualquer discussao ou reflexao acerca do tema.

Nos dias de hoje, sabe se que a maconha é uma das drogas menos nocivas a saude em comparaçao a drogas como o alcool, por exemplo, e que a ocupaçao como sexta droga mais perigosa se deve a proibiçao anexada a ela. Ainda assim, autoridades do mundo inteiro tratam a droga como um produto potencialmente perigoso a aqueles que o consomem, mesmo havendo drogas legais que causam problemas similares ou mesmo piores sendo vendidas livrimente nos mercados, bares etc.Vale ressaltar que no ranking em que a maconha esta em 6 lugar, o alcool está em primeiro.

Uma soluçao viavel para a maconha é a sua descriminalizaçao, similar a que ocorre em portugal com as drogas em geral, para que a maconha nao cause tantos problemas sociais, sendo o vicio interpretado como problema de saude e nao de segurança publica. Portugal descriminalizou as drogas em 2001, e o numero de seus usuarios caiu drasticamente pelo fato de tratar o usuario ao inves de prende-lo, tornando assim acessivel o acesso ao tratamento, que no passado nao ocorria. No brasil e em alguns lugares no mundo, a proibiçao gera inumeras prisoes de pessoas que sao usuarios, o que aumenta a marginalizaçao do usuario por parte da sociedade.

heitor dos santos
Aprendiz
Aprendiz

Mensagens : 1
Pontos : 3
Data de inscrição : 18/06/2017
Idade : 19

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum