TEMA: Descriminalização do aborto em casos de microcefalia

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

TEMA: Descriminalização do aborto em casos de microcefalia

Mensagem por Gabrielaa em Qui Fev 25, 2016 3:19 pm

Impasse mundial

 Muito se fala sobre a microcefalia, mas de fato todos possuem o conhecimento do que vem a ser essa condição neurológica? O aborto é realmente necessário? O surto do Zika vírus que é transmitido pelo Aedes aeypti e o aumento de microcefálicos estão deixando todos estudiosos intrigados. Esse é o impasse em que encontram-se atualmente os ministros da saúde, representantes da ONU e a população.

 A microcefalia é uma má formação do cérebro, que impede assim o crescimento do crânio, resultando então em cabeças abaixo do tamanho normal esperado  Através do ultrassom nos primeiros meses, pode-se fazer uma suposição sobre a microcefalia, mas jamais afirmar com toda certeza, já que o feto pode apresentar a cabeça um pouco menor devido a genética e o tamanho da dos pais.

 A descriminalização do aborto talvez não seja a melhor opção, já que com isso a taxa de natalidade de microcefálicos será cada vez menor, podendo comprometer as pesquisas para a prevenção de tal deficiência neurológica. É mais vantajoso garantir uma boa qualidade de vida para a mão e para o bebê, investindo cada vez mais em pesquisas e respostas  ao invés de autorizar tal atrocidade.

 Todo ser humano tem o direito à vida, e não cabe a ninguém a decisão do que é melhor para um ser ainda em formação que não pode se defender. A não descriminalização do aborto em caso de microcefalia não pode ser considerada punição ou afronta a quem não tem dinheiro, afinal em postos de saúde a distribuição de preservativos é gratuita, impedindo assim que ocorra a gravidez. Um casal que quer realmente ter um filho, jamais o “descartara” por ele ser especial.

 Ninguém pode ser tão egoísta ao ponto de querer decidir sobre vida ou morte de um ser humano ainda indefeso. Diante disso cabe ao governo incentivar a eliminação de locais que o mosquito transmissor do Zika vírus possa procriar. Campanhas para o uso de métodos contraceptivos para evitar gravidez indesejada, e nos casos de nascimento, o governo deve dar todo apoio e suporte, seguindo o exemplo de um hospital de Pernambuco, que se tornou referencia no atendimento a microcefálicos.

Gabrielaa
Aprendiz
Aprendiz

Mensagens : 2
Pontos : 4
Data de inscrição : 25/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TEMA: Descriminalização do aborto em casos de microcefalia

Mensagem por Gabrielaa em Sab Mar 05, 2016 8:09 am

Olá, bom dia,a minha redação não será corrigida??

Gabrielaa
Aprendiz
Aprendiz

Mensagens : 2
Pontos : 4
Data de inscrição : 25/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TEMA: Descriminalização do aborto em casos de microcefalia

Mensagem por Francis Bacon em Dom Mar 06, 2016 1:46 pm

Impasse mundial

Muito se fala sobre a microcefalia, mas de fato todos possuem o conhecimento do que vem a ser essa condição neurológica? O aborto é realmente necessário? O surto do Zika vírus que é transmitido pelo Aedes aeypti e o aumento de microcefálicos estão deixando todos estudiosos intrigados. Esse é o impasse em que encontram-se atualmente os ministros da saúde, representantes da ONU e a população.

A microcefalia é uma má formação do cérebro, que impede assim o crescimento do crânio, resultando então em cabeças abaixo do tamanho normal esperado. Através do ultrassom nos primeiros meses, pode-se fazer uma suposição sobre a microcefalia, mas jamais afirmar com toda certeza, já que o feto pode apresentar a cabeça um pouco menor devido a genética e o tamanho da dos pais.[muito descritivo]

A descriminalização do aborto talvez não seja a melhor opção, já que com isso a taxa de natalidade de microcefálicos será cada vez menor, podendo comprometer as pesquisas para a prevenção de tal deficiência neurológica.[????] É mais vantajoso garantir uma boa qualidade de vida para a e e para o bebê, investindo cada vez mais em pesquisas e respostas, em vez de autorizar tal atrocidade.

Todo ser humano tem o direito à vida, e não cabe a ninguém a decisão do que é melhor para um ser ainda em formação que não pode se defender. A não descriminalização do aborto em caso de microcefalia não pode ser considerada punição ou afronta a quem não tem dinheiro, afinal em postos de saúde a distribuição de preservativos é gratuita, impedindo assim que ocorra a gravidez. Um casal que quer realmente ter um filho, jamais o “descartara” por ele ser especial.[confuso!]

Ninguém pode ser tão egoísta ao ponto de querer decidir sobre vida ou morte de um ser humano ainda indefeso. Diante disso cabe ao governo incentivar a eliminação de locais que o mosquito transmissor do Zika vírus possa procriar. Campanhas para o uso de métodos contraceptivos para evitar gravidez indesejada, e nos casos de nascimento, o governo deve dar todo apoio e suporte, seguindo o exemplo de um hospital de Pernambuco, que se tornou referencia no atendimento a microcefálicos.

Considerações finais:

  • Geral:
  • Introdução:
  • Desenvolvimento:
  • Conclusão:

Nota:
I120O participante demonstra domínio adequado da norma padrão, apresentando alguns desvios gramaticais graves e de convenções da escrita, ou muitos desvios leves. Assim, há certos desvios que ocorrem em várias partes do texto, revelando que um ou mais aspectos da norma padrão ainda não foram incorporados aos seus hábitos linguísticos. Desvios mais graves, como a ausência de concordância verbal ou nominal, não impedem que a redação receba essa pontuação, desde que não configurem falta de domínio absoluto do padrão da linguagem escrita formal. Assim, o participante que realizar alguns desvios graves ou gravíssimos, ou muitos desvios leves, pode receber essa pontuação.
II80O participante desenvolve de forma mediana o tema, apresentando tendência ao tangenciamento. Desenvolve uma argumentação previsível a partir de argumentos do senso comum, de cópias dos textos motivadores, ou apresenta domínio precário do tipo textual dissertativoargumentativo, com argumentação falha ou texto apenas dissertativo.
III80O participante apresenta informações, fatos e opiniões pouco articulados ou contraditórios, embora pertinentes ao tema proposto. O texto que se limitar a reproduzir os argumentos constantes na proposta de redação, em defesa de um ponto de vista, também receberá essa pontuação.
IV80O participante articula as partes do texto, porém com muitas inadequações na utilização dos recursos coesivos. A redação enquadrada neste nível poderá conter desvios, como: frases fragmentadas que comprometam a estrutura lógico-gramatical; sequência justaposta de ideias sem encaixamentos sintáticos; ausência de paragrafação; frase com apenas oração subordinada, sem oração principal. Poderá conter também desvios de menor gravidade: emprego equivocado do conector; emprego do pronome relativo sem a preposição, quando obrigatória; repetição desnecessária de palavras ou substituição inadequada sem se valer dos recursos de substituição oferecidos pela língua. Esta pontuação deve ser atribuída ao participante que demonstrar pouco domínio dos recursos coesivos
V120O participante elabora proposta de intervenção relacionada ao tema, mas pouco articulada à discussão desenvolvida no texto.
avatar
Francis Bacon
Corretor
Corretor

Mensagens : 701
Pontos : 837
Data de inscrição : 13/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum