TEMA: Desastres Ambientais - Qual o preço do desenvolvimento?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

TEMA: Desastres Ambientais - Qual o preço do desenvolvimento?

Mensagem por weldner12 em Seg Maio 15, 2017 11:15 am

O avanço econômico é oposto à sustentabilidade e à justiça. O empreendimento ganancioso e acumulativo não é algo recente, mas sim um grande traço histórico da humanidade, tal que pode ser facilmente identificado na antiguidade, como o desvio dos recursos fornecidos à Liga de Delos que Atenas utilizou para bem próprio; como a escravidão no Brasil colonial, coerção do coronelismo, entre vários outros. Tais fatos são reveladores da índole do ser humano,portanto, se o mesmo está disposto a enriquecer em detrimento de seus semelhantes, é de se esperar que o faça em detrimento do planeta.

O indivíduo humano ávido de riqueza está longe de perceber as reações em cadeia geradas por seus atos. Juntamente com as revoluções industriais, deu-se o advento da combustão, amplamente conhecida pela liberação de CO2, este que, dado como gás estufa, causa grande aumento no aquecimento global, ameaçando o derretimento das calotas polares, que por sua vez, aumenta o nível do mar e altera sua salinidade, impactando diretamente o fitoplâncton, base da cadeia alimentar marinha, e toda a biodiversidade aquática.

O desmatamento em massa é um dos fatores mais prejudiciais ao ambiente. A cobertura vegetal é a maior responsável pelo regime de chuvas e equilíbrio térmico, logo , o grande desrespeito às reservas legais e desmatamento das matas ciliares favorecem o assoreamento dos rios, atingindo novamente a biodiversidade e propiciando pragas e doenças epidêmicas.

Se tornam claros então o resultado das ações antrópicas que visam o lucro. O desenvolvimento econômico quando almejado desenfreadamente não coloca apenas um fator,biótico ou abiótico, em crise, mas todos os componentes da biosfera, e retorna com o triplo de impacto aos humanos. Portanto, para amenizar tais problemas, é necessário que, primeiramente, através do governo, o ensino educacional vise a dissociação de posse com superioridade, dessa forma, os impactos ambientais como consequência da ganância serão diminuídos gradativamente; além disso, os biocombustíveis devem ter uma presença maior na produção, e é imprescindível para a recuperação da natureza que seja implantado um código florestal mais rígido, além da criação de áreas exclusivas ao reflorestamento para o sequestro de carbono.

weldner12
Aprendiz
Aprendiz

Mensagens : 4
Pontos : 10
Data de inscrição : 30/04/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: TEMA: Desastres Ambientais - Qual o preço do desenvolvimento?

Mensagem por Francis Bacon em Sex Jun 09, 2017 3:48 am

O avanço econômico é oposto à sustentabilidade e à justiça. O empreendimento ganancioso e acumulativo não é algo recente[] mas sim um grande traço histórico da humanidade, tal que pode ser facilmente identificado na antiguidade, como o desvio dos recursos fornecidos à Liga de Delos que Atenas utilizou para bem próprio; como a escravidão no Brasil colonial, coerção do coronelismo, entre vários outros[! = quase não consegui respirar]. Tais fatos são reveladores da índole do ser humano[,] portanto, se o mesmo[N = mesmo não é pronome pessoal][E = quem é “o mesmo” o humano?] está disposto a enriquecer em detrimento de seus semelhantes, é de se esperar que o faça em detrimento do planeta.

O indivíduo humano[R] ávido de riqueza está longe de perceber as reações em cadeia[] geradas por seus atos. Acompanhado das[!] revoluções industriais, deu-se o advento da combustão, amplamente conhecida pela liberação de CO2[A], este que, dado como gás-estufa[E], causa grande aumento no aquecimento global, ameaçando o derretimento das calotas polares, que[,] por sua vez, aumenta o nível do mar e altera sua salinidade, impactando diretamente o fitoplâncton, base da cadeia alimentar marinha[] e toda a biodiversidade aquática.[D = parágrafo descritivo. Está problematizando as atitudes do homem em relação ao meio ambiente ou está explicando sobre o aquecimento global.]

[C] O desmatamento em massa é um dos fatores mais prejudiciais ao ambiente. A cobertura vegetal é a maior responsável pelo regime de chuvas e equilíbrio térmico[A = fonte?], logo[] o grande desrespeito às reservas legais e o desmatamento das matas ciliares favorecem o assoreamento dos rios, atingindo novamente a biodiversidade e propiciando pragas e doenças epidêmicas.

Se tornam claros[,] então[,] o resultado das ações antrópicas que visam o lucro. O desenvolvimento econômico quando almejado desenfreadamente não coloca apenas um fator[,] biótico ou abiótico, em crise, mas todos os componentes da biosfera[] e retorna com o triplo de impacto aos humanos[P]. Portanto, para amenizar tais problemas, é necessário que, primeiramente, através do governo, o ensino educacional vise a dissociação de posse com superioridade[?][E][.] Dessa forma, os impactos ambientais como consequência da ganância serão diminuídos gradativamente; além disso, os biocombustíveis devem ter uma presença maior na produção[E], e é imprescindível para a recuperação da natureza que seja implantado um código florestal mais rígido[E], além da criação de áreas exclusivas ao reflorestamento para o sequestro de carbono[E].

Nota:
I
80
Você atingiu 40% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra domínio insuficiente da modalidade escrita formal da língua portuguesa, com muitos desvios gramaticais, de escolha de registro e de convenções da escrita. Seu texto apresenta estrutura sintática com certa organização, porém com muitos desvios morfossintáticos, de pontuação, de grafia ou de emprego do registro adequado ao tipo textual, que comprometem a compreensão das ideias.
II
100
Você atingiu 50% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir.
O participante desenvolve o tema por meio de argumentação previsível e apresenta domínio mediano do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Com essa pontuação, ou o tema da redação é desenvolvido adequadamente, porém de forma previsível, com pouco avanço em relação ao senso comum ou, embora o texto demonstre domínio adequado do tipo textual exigido, a progressão textual apresenta algum problema.
III
120
Você atingiu 60% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir.
Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas limitados aos argumentos dos textos motivadores e pouco organizados, ou seja, os argumentos estão pouco articulados, além de relacionados de forma pouco consistente ao ponto de vista defendido.
IV
120
Você atingiu 60% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir.
Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas limitados aos argumentos dos textos motivadores e pouco organizados, ou seja, os argumentos estão pouco articulados, além de relacionados de forma pouco consistente ao ponto de vista defendido.
V
140
Você atingiu 70% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir.
O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.
Aviso:
*Lembre-se de que a quebra de linha presente entre os parágrafos deste fórum é somente para facilitar a leitura do texto. No ENEM, a paragrafação deverá ser feita sem quebra de linha, apenas com o espaçamento entre a margem e o início de cada parágrafo.*
Legenda de Erros:
[!]
Evite
[A]
Argumentação
[D]
Descritivo
[F]
Fuga de Tema ou Tese
[N]
Norma Culta
[P]
Prolixo
[?]
Confuso
[C]
Conectivo
[E]
Explique/Explicite
[G]
Gênero Textual
[R]
Repetido


[!] = expressão não indicada por conter possível: clichê; cacofonia; preciosismo; pleonasmo; redundância; queísmo; período longo; preconceito; esteriótipo, generalização; cópia de outros textos.
[?] = o trecho contém problemas na interpretação (releia) (COERÊNCIA): ambiguidade; difícil entendimento; ausência de sentido lógico.
[A] = o trecho contém falhas técnicas na argumentação: explicação carece de comprovação (informação fatídica); argumentação descritiva ou sem ideia conclusiva (o que você está defendendo?!); sequência argumentação/explicação não possui lógica ou possui lógica falaciosa (Ex.: de acordo com a Biologia, toda laranja é amarela > laranja é uma fruta > limão também é uma fruta > logo, todo limão também é amarelo???);
[C] = o trecho contém problemas nos elementos de sequenciação (COESÃO): ausência ou repetição de conectivo ligando períodos; uso incorreto do elemento coesivo (conjunção) em relação à sequência justaposta de períodos e o seu significado.
[D] = o trecho tende para a descrição sobre a proposta, apresentando caráter mais descritivo que argumentativo (Ex.: tema: violência contra a mulher: o candidato descreve o transcorrer do feminicídio ao longo da história enumerando informações detalhadas, mas não desenvolve o problema de fato).
*lembre-se de que uma informação fatídica, quando sozinha, não sustenta totalmente o argumento, é preciso explicitar como ela se desenvolve em problema a partir do seu ponto de vista*.
[E] = sentença com sentido desconhecido ou incompleto: informação incompleta (de que? quem? do que? o que? pra que/quem? qual/quais? pelo que? por quem? como???); informação muito específica; sigla sem o nome por extenso previamente identificado.
*o corretor não vai parar sua correção para procurar o significado do que você quis dizer*
[F] = o trecho contém falha na abordagem do tema sugerido: desenvolve de maneira superficial o tema sugerido ou aprofunda tópicos relacionados ao assunto do tema, mas não na proposta propriamente dita (foque na proposta do tema, e não no assunto); desenvolve uma ideia ao longo do texto que não explicitada na tese da introdução; soluciona um problema na proposta de intervenção que não foi trabalhado ao longo do desenvolvimento no texto.
[G] = o trecho apresenta falha no gênero dissertativo-argumentativo: tese rasa ou não explícita; prolongamento da tese no desenvolvimento; paragrafação em sequência diferente do padrão (intro. > desenv. > concl.); argumento com verbo em 1ª ou 2ª pessoa; proposta de intervenção conjugada em tempo verbal diferente do imperativo afirmativo.
[N] = o trecho contém palavra ou expressão com traço de informalidade: erro ortográfico; gíria; linguagem popular.
[P] = o trecho contém informação desnecessária: prolongamento irrelevante de seu conteúdo; argumentos abundantes; informações altamente detalhadas; informações postas em demasia.
[R] = o trecho contém termos repetidos ao longo do texto: palavras (COESÃO); ideias (COERÊNCIA). Proposta de intervenção já existente na realidade atual.

_________________
avatar
Francis Bacon
Corretor
Corretor

Mensagens : 675
Pontos : 805
Data de inscrição : 13/02/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum